Cores na Decoração – Introdução Parte 2

Cores na Decoração – Introdução Parte 2

No post anterior falamos sobre a importância das cores na casa, mostrando todas as cores primarias, secundárias, terciárias e etc. Hoje falaremos sobre como a escolha da cor pode influenciar no nosso dia a dia:


Vermelho
Quente
Lembra agressividade
Ajuda a estimular o apetite
Estimula a racionalidade nas pessoas, tendendo a deixá-las mais objetivas
Se utilizado em excesso num ambiente pequeno pode irritar
Estressante

Laranja
Estimula o otimismo
Criatividade
Alegria
Combate a depressão
Cor mais quente que o amarelo, pois tem vermelho na composição
Em tons queimados, cria atmosfera aconchegante
Estimula o apetite
Acelera o raciocínio


Amarelo
Ouro, bronze, mostarda são cores quentes ricas, sofisticadas, elegantes
Não é ideal para dormitórios, pois estimula o cérebro e a criatividade
Previne a depressão
Ajuda na comunicação
Ajuda na digestão
Ilumina o ambiente

Verde
Estimula o silêncio
Calmo e tranqüilo
Fresca, harmoniosa e relaxante
Cria relação equilibrada entre as pessoas
Em excesso cria apatia e indiferença
Relacionada à honestidade, confiabilidade
Acalma


Azul
Cor relaxante, fresca, tranquilizante
Pode desacelerar os batimentos cardíacos
Tonalidades suaves podem ajudar a diminuir o stress e a ansiedade
Tons fortes e escuros podem estimular a introspecção e, consequentemente, depressão



Violeta/roxo
Cor sofisticada que representam sensibilidade, estimulam a intuição e a espiritualidade
Ajuda a reduzir o stress
Tons fortes podem deprimir
Tons mais azulados tendem a relaxar
Tons pálidos (lavanda) ajudam a estimular a tranquilidade, a delicadeza
Estimulam a autoestima



Preto
Usado em detalhes: sofisticação
Aspecto frio e depressivo
Pode-se criar valor de status quando bem usado
Guia e organiza visualmente os ambientes
Ideal em detalhes



Branco
Pureza e limpeza
Não relaxa
Equilíbrio
Harmoniza bem com as outras cores
Cor mais perfeita
Ilumina
Amplia



Cinza
Equilíbrio no círculo cromático
Combina com todas as cores
Substitui o preto (num efeito sofisticado menos intenso)
Tons acinzentados passam a sensação de equilíbrio.


Natalia Ribas

Designer de Interiores, formada pelo SENAC em 2006.
Arquiteta e Urbanista desde 2012.

É apaixonada por cozinhar para os amigos e assistir séries.

“Amo meu trabalho, cada cliente é especial e único!